Retinopatia da Prematuridade

Entendendo a Retinopatia da Prematuridade

A Retinopatia da Prematuridade é uma alteração no crescimento da retina, que está indiretamente ligada à idade gestacional e peso ao nascimento do prematuro.

Isto é, quanto mais prematuro e menor o peso de bebê, maior a probabilidade de aparecerem as alterações da prematuridade na retina. A hipóxia ou a hiperóxia, transfusão de sangue e as infecções podem aumentar a possibilidade do desenvolvimento da doença.

Segundo o esquema internacionalmente reconhecido, a retina é dividida em 3 zonas.


Zona 1
Corresponde a um círculo, tendo como raio duas vezes a distância do nervo óptico à mácula (tendo o nervo óptico como centro).

Zona 2
Estende-se das bordas da Zona 1 e seu raio correspondente à distância do nervo óptico até a “ora serrata” nasal.

Zona 3
Corresponde a retina temporal restante. A retina cresce durante o desenvolvimento do bebê, do centro para a periferia. A última Zona a ser atingida é a 3.

Em muitos casos, a retina é encontrada na Zona 2 ou 3 quando o médico oftalmologista examina o prematuro pela primeira vez. Quando o bebê é muito prematuro pode estar com a retina ainda na Zona 1. A retina atinge a “ora serrata” temporal em torno da 42ª semana de gestação.

Este crescimento natural pode ser interrompido e a quantidade de retina envolvida em extensão é descrita em horas. Por exemplo, da 1h00 às 3h00 são duas horas contínuas da doença.